A PSICOTERAPIA EMDR COM ADULTOS TRAUMATIZADOS POR ABUSOS SEXUAIS INTRAFAMILIARES

Autores

  • Ana Maria Fonseca Zampieri

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i2.18

Palavras-chave:

EMDR. Trauma. Abuso. Sexualidade. Sexo.

Resumo

Neste artigo a autora mostra o tratamento com psicoterapia Eye Movement Desensitization and Reprocessing (EMDR) do fenômeno sistêmico do abuso sexual intrafamiliar em pessoas que apresentam disfunções sexuais na vida adulta, tais como: anorgasmia e ejaculação prematura secundárias. Discorre sobre a invisibilidade ainda presente nas relações familiares coabusivas, da importância da contextualização e da legitimidade da subjetividade de todos os atores desse cenário traumatogênico. É apresentada sua prática clínica dos últimos quarenta anos com pessoas adultas sexualmente abusadas na infância e adolescência, de níveis socioeconômicos altos, com idades entre 14 a 58 anos, com a psicoterapia Eye Movement Desensitization and Reprocessing (EMDR). São ilustrados alguns conceitos e práticas terapêuticas. Os nomes dos adultos atendidos foram preservados. A autora ressalta a possibilidade de a psicoterapia EMDR ser uma abordagem que promove a saúde sexual de adultos traumatizados em suas famílias de origem. Pode ser realizada entre 20 e 40 sessões, dependendo da complexidade dos casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Fonseca Zampieri

Psicóloga (USP). Psicoterapeuta sexual (SBRASH). Psicotraumatóloga (SaPsi). Psicoterapeuta de EMDR. Pós-Doutorada, doutora e mestre em Psicologia Clínica. PUC – SP. USAL – Argentina. Autora de livros e artigos da área. 

Downloads

Publicado

2018-11-07

Como Citar

Zampieri, A. M. F. (2018). A PSICOTERAPIA EMDR COM ADULTOS TRAUMATIZADOS POR ABUSOS SEXUAIS INTRAFAMILIARES. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 28(2), 23–34. https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i2.18

Edição

Seção

Opinativos e de Revisão