MULHERES QUE AMAM DEMAIS: REFLEXÕES SOBRE O GRUPO MADA

Autores

  • Flávia Marinho Coelho
  • Iracema Teixeira

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v20i1.347

Palavras-chave:

Amor, amor patológico, mulheres, obsessão

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre o grupo MADA (mulheres que amam demais) de modo a refletir como esse grupo auxilia as mulheres participantes a lidarem com os limites, em preservar da própria individualidade, em elevar a autoestima, em ajudar a desenvolver um relacionamento de forma saudável consigo mesmo e com os outros. Estas mulheres apresentam dificuldades com os próprios limites, tendo em vista que “nunca dizem não” a si e ao outro, sendo movidas constantemente pelo desejo de agradar sempre o parceiro. Abordaremos também o amor por diferentes autores. Desta forma, este trabalho objetiva ampliar a compreensão sobre o tema, abrindo precedentes para novos estudos nesta área de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Marinho Coelho

Psicóloga formada pelo Uni IBMR, pós graduanda em Sexualidade Humana pelo Uni IBMR.

Iracema Teixeira

Psicóloga, Mestre em Sexologia Clínica (UGF), Especialista em Educação Sexual (SBRASH), doutoranda em
psicologia (UFRJ) e Professora do curso de pós – graduação em Sexualidade Humana do UNI-IBMR. 

Downloads

Publicado

2020-08-28

Como Citar

Marinho Coelho, F. ., & Teixeira, I. . (2020). MULHERES QUE AMAM DEMAIS: REFLEXÕES SOBRE O GRUPO MADA. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 20(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v20i1.347

Edição

Seção

TEMA: AUTOESTIMA, CORPORALIDADE E RELACIONAMENTO AFETIVOSEXUAL