FANTASIAS SEXUAIS – UMA PESQUISA COM UNIVERSITÁRIOS DA ZONA NORTE DO RIO DE JANEIRO

Autores

  • Diva Cristina de Paula Portella
  • Helena Theodoro Lopes

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v19i1.374

Palavras-chave:

Fantasias Sexuais, sexualidade, sexo, mídia

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar similitudes e diferenças na utilização de fantasias sexuais entre homens e mulheres. Foi realizada uma pesquisa de campo, com 376 estudantes universitários, da Zona Norte do Rio de Janeiro, estando a maioria entre a faixa etária de 17 a 25 anos. O instrumento de levantamento de dados foi um questionário com 17 questões. Para a análise estatística utilizou-se o teste Qui-quadrado. Os resultados demonstraram que a fantasia sexual para homens e mulheres faz parte da vida sexual de uma forma global; porém, os homens, a utilizam com maior frequência nas relações extraconjugais. Ambos sentem-se mais à vontade com parceiros fixos para compartilharem suas fantasias sexuais. Já com parceiros eventuais os homens compartilham mais que as mulheres. Verificou-se que ambos buscam com pouca frequência recursos eróticos para as suas fantasias sexuais. Chegou-se à conclusão que os padrões de fantasias sexuais entre homens e mulheres desta amostra são semelhantes, apresentando erotismo e romantismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diva Cristina de Paula Portella

Mestre em Sexologia (UGF/RJ). Psicóloga. Coordenadora e Professora do Curso de Pós-Graduação em Sexualidade Humana da FAACS - RS

Helena Theodoro Lopes

Doutora em Filosofia. Orientadora da Dissertação de Mestrado em Sexologia – UGF/RJ

Downloads

Publicado

2020-08-31

Como Citar

Cristina de Paula Portella, D. ., & Theodoro Lopes, H. . (2020). FANTASIAS SEXUAIS – UMA PESQUISA COM UNIVERSITÁRIOS DA ZONA NORTE DO RIO DE JANEIRO. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 19(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v19i1.374

Edição

Seção

Trabalhos de Pesquisa