SAÚDE SEXUAL

A MEDICALIZAÇÁO DA SEXUALIDADE E DO BEM-ESTAR

Autores

  • Alaim Giami

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v18i1.426

Resumo

O conceito de saúde sexual, desenvolvido a partir de 1975 por ocasião de uma conferência organizada pela OMS, é atualmente usado como fundamento para a criação de programas de saúde pública em inúmeros países. O artigo inclui uma revisão histórica dos diferentes documentos elaborados pelas organizações internacionais e pelos serviços de saúde de diferentes países. Essas análises mostram que o conceito de saúde sexual adquire diferentes significações de acordo com os contextos políticos e culturais nos quais ele é usado. Os documentos analisados colocam em evidência que de acordo com o contexto uma maior ênfase é dada à responsabilidade individual ou ao desenvolvimento de serviços de saúde apropriados. Enfim, o conceito de saúde sexual permite de organizar as intervenções em saúde sexual de acordo com as competências dos diferentes profissionais da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alaim Giami

lnserm, U822, Le Kremlin Bicêtre, F-94276, France. lNED, Le Kremlin Bicêtre, F-94276, France.
Université Paris-Sud 11, Faculté de médecine, lFR69, Le Kremlin Bicêtre, F-94276, France

Downloads

Publicado

2020-09-12

Como Citar

Giami, A. . (2020). SAÚDE SEXUAL: A MEDICALIZAÇÁO DA SEXUALIDADE E DO BEM-ESTAR . Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 18(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v18i1.426

Edição

Seção

TEMA: A INTERFACE DA SEXOLOGIA COM OUTRAS PROFISSÕES