O MUTISMO E O DIALÓGICO NA ORIENTAÇÃO/EDUCAÇÃO SEXUAL

Autores

  • Yeda Portela

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v26i2.140

Palavras-chave:

escolas, orientação sexual, parâmetros curriculares nacionais

Resumo

O presente artigo tem um caráter conclusivo baseado na pesquisa realizada em escolas públicas e privadas no município do Rio de Janeiro, a partir do ano de 2013, fruto da tese de doutorado em ciência da educação pela Universidade Nacional de Rosário, na Argentina. Para tanto, foi necessário percorrer uma trajetória com base semântica, histórica, social, política e psicológica sobre a educação e a sexualidade. A orientação sexual é definida através dos Parâmetros Curriculares Nacionais (1998), em seu caderno Orientação Sexual. Com a pesquisa de campo nas escolas, percebeu-se que os profissionais de educação -– gestores e professores, em sua grande maioria -– afirmaram saber o que é orientação sexual, entretanto, somente uma pequena parte destes tem uma visão mais pluralista e ampla da sexualidade em relação ao processo educacional com um todo. Apesar de serem a favor da orientação sexual, ressaltam a falta de preparo na sua formação profissional para a sua efetivação. Assim, os resultados apontaram que as escolas estudadas tendem a lidar com o tema sexualidade ainda com mutismo. A situação atual da orientação sexual nas escolas do município do Rio de Janeiro expõe uma realidade educacional que necessita passar por um trabalho de transformação rumo ao processo de democratização. Ademais, percebe-se o quanto o Brasil ainda precisa evoluir em seu processo educacional, para melhor se adequar às demandas ideológicas mundiais no que diz respeito à abertura à diversidade cultural e à educação voltada para a cidadania. Acredita-se que, com o investimento do Ministério da Educação e o empenho de profissionais especializados, inclusive da área de educação, uma política real de ação de implementação da orientação sexual nas escolas brasileiras possa ser desenvolvida, reduzindo os problemas de saúde sexual e, como consequência, os problemas de ordem social como um todo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-23

Como Citar

Portela, Y. . (2020). O MUTISMO E O DIALÓGICO NA ORIENTAÇÃO/EDUCAÇÃO SEXUAL. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 26(2). https://doi.org/10.35919/rbsh.v26i2.140

Edição

Seção

Artigos