PERFIL SEXUAL DE GESTANTES ATENDIDAS EM PRÉ-NATAL DE ALTO RISCO

Autores

  • Jacqueline Mazzotti Cavalcanti da Silva
  • Raquel Mazzotti Cavalcanti da Silva
  • Raisa de Oliveira Pereira
  • Marco Antônio Prado Nunes
  • Antônio Souza Lima Júnior
  • Júlia Maria de Gonçalves Dias

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v25i1.166

Palavras-chave:

comportamento, problemas sexuais, gravidez

Resumo

Objetivo: Avaliar os problemas sexuais mais frequentes em gestantes com gravidez de alto risco e associação entre fatores sociais e comportamentais no período gravídico. Método: Estudo transversal, desenvolvido no Centro de Atenção Integrada à Saúde da Mulher, na cidade de Aracaju-SE. Amostra da pesquisa teve um total de 200 pacientes que assinaram o Termo de Consentimento. As diferenças entre proporções foram testadas por meio do teste qui-quadrado de Pearson ou teste exato de Fisher. Para a análise das comparações da média de duas amostras independentes foi utilizado o teste estatístico de associação t de Student. O estudo foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, protocolo: CAAE nº 15436913.5.0000.5546. Resultados: Em relação à presença de problemas sexuais na gestação, houve mais frequência em mulheres da capital com 66%, maior instrução 67%, com história de aborto 62%, no terceiro trimestre 63%. As entrevistadas relataram ausência de libido em 64%, e ausência de orgasmo em 70%. O problema mais relatado, com 31%, foi dificuldade nas posições sexuais devido ao volume do abdome, o que justificaria a posição mais frequente ser os dois de lado, com 56%. Conclusão: Problemas sexuais ocorrem com maior frequência em pacientes gestantes com maior escolaridade, no terceiro trimestre e com algum problema sexual prévio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-29

Como Citar

Mazzotti Cavalcanti da Silva, J. ., Mazzotti Cavalcanti da Silva, R. ., de Oliveira Pereira, R. ., Antônio Prado Nunes, M. ., Souza Lima Júnior, A. ., & Maria de Gonçalves Dias, J. . (2020). PERFIL SEXUAL DE GESTANTES ATENDIDAS EM PRÉ-NATAL DE ALTO RISCO. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 25(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v25i1.166

Edição

Seção

Trabalhos de Pesquisa