A TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENTAL

UM OLHAR SOBRE SUJEITOS QUE OFENDEM SEXUALMENTE CRIANÇAS DO MESMO CONTEXTO FAMILIAR

  • Julia Vidal Medeiros
Palavras-chave: Abuso Sexual na Infância, Terapia Cognitiva Comportamental, Delitos Sexuais

Resumo

A violência sexual infantil é um importante problema de saúde pública no Brasil. Dados apontam maior incidência no próprio ambiente intrafamiliar, com relação de vínculo afetivo entre o agredido(a) e o ofensor sexual. Assim, o presente trabalho teve como objetivo compreender o que leva os indivíduos ofenderem sexualmente crianças do mesmo contexto familiar segundo a terapia cognitivo comportamental. Constituiu-se de uma revisão da literatura de produções científicas publicadas de 2008 a 2018, nas principais bases de dados nacionais. Os dados mostraram que a maioria dos ofensores são do sexo masculino, adulto, com laços de confiança e cuidado com a vítima. Com motivações ligadas à manifestação de fantasias sexuais, distorções cognitivas e comportamento impulsivo frente a estresse psíquico, devido a possíveis causas biológicas, temperamentais e ambientais. São necessárias intervenções multidisciplinares com foco na abordagem cognitiva comportamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Vidal Medeiros

Psicóloga Graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Psicóloga Clínica, Especialista em Terapia Cognitiva-Comportamental pelo Instituto de Psicologia e Controle do Stress de Campinas (IPCS). Profissional Certificada em Avaliação de Stress na Empresa pelo (IPCS). Pós-graduanda em Terapia Sexual na UNISAL de São Paulo. Atendimentos Clínicos Individuais de adultos e adolescentes, como também terapia de casal e familiar.

Publicado
2020-10-17
Como Citar
Medeiros, J. V. (2020). A TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENTAL: UM OLHAR SOBRE SUJEITOS QUE OFENDEM SEXUALMENTE CRIANÇAS DO MESMO CONTEXTO FAMILIAR. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 31(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v31i1.304
Seção
Opinativos e de Revisão