ORIENTAÇÃO SEXUAL PARA PESSOA COM LESÃO MEDULAR

Autores

  • Marco Antônio Nogueira Magalhães
  • Juliana Caldas de Souza
  • Fernanda Miranda de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i1.5

Palavras-chave:

lesão medular; reabilitação; sexualidade

Resumo

É sabido que a lesão medular (LM) pode levar à disfunção sexual na maioria dos casos e que a falta de conhecimento da pessoa portadora de LM, mesmo quando internada em centros de reabilitação, angustia e diminui a autoestima. O presente artigo objetiva conhecer a percepção dos pacientes lesados medulares internados em um centro de reabilitação a respeito da sexualidade, identificar as características sociodemográficas da pessoa com lesão medular portadora de disfunção sexual, verificar o conhecimento do paciente com lesão medular sobre a disfunção sexual, identificar pacientes com ereção reflexa e ereção psicogênica, identificar se houve atividade sexual após a lesão medular, investigar se houve situações ou complicações que interferiram na sexualidade após a lesão medular e quais foram. Trata-se de estudo descritivo, exploratório de abordagem quali-quantitativo. Os participantes foram identificados com a numeração LM-1 a LM-31 de forma impessoal e, a partir da fala de cada um, montou-se quatro subtítulos para apresentação dos resultados encontrados. A LM traz consigo várias mudanças repentinas e desconhecidas pela maioria. Neste estudo, e também em outros tantos consultados, fica evidente que esses pacientes necessitam de instrução quanto às mudanças na sexualidade pós-lesão e que a falta de conhecimento gera ansiedade, medo e frustração, causando no paciente uma visão de ser assexuado e limitado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-19

Como Citar

Nogueira Magalhães, M. A., Caldas de Souza, J., & Miranda de Oliveira, F. (2018). ORIENTAÇÃO SEXUAL PARA PESSOA COM LESÃO MEDULAR. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 28(1). https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i1.5

Edição

Seção

Trabalhos de Pesquisa