EMPODERAMENTO FEMININO

UMA ABORDAGEM EDUCATIVA

Autores

  • Tereza Cristina Pereira Carvalho Fagundes Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i2.28

Palavras-chave:

Empoderamento. Mulher. Autonomia.

Resumo

Da sociedade capitalista contemporânea em que vivemos emergem cotidianamente situações de acentuado individualismo, extremismos e estereótipos de gênero, cor, etnia, idade, origem, situação social e econômica, identidade, orientação sexual, entre outros. Crescem os casos de violência sexual e de gênero em todas as partes do mundo mesmo que esteja ascendendo o processo de empoderamento feminino, entendido como a conscientização das mulheres para reivindicarem socialmente a igualdade de direitos entre os diferentes gêneros e, principalmente, conquistarem sua autonomia. Objetivando evidenciar e discutir o empoderamento feminino na educação, realizamos uma pesquisa bibliográfica sobre a temática que resultou neste artigo. Aliada à nossa experiência como educadora, depreendemos do estudo que mudanças expressivas vêm se processando no que concerne ao empoderamento feminino, embora falte muito para que sejamos empoderadas e emancipadas. Ocupar espaços e esferas de poder não tem sido suficiente para acabar com a violência física, psicológica e simbólica que as mulheres sofrem todos os dias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tereza Cristina Pereira Carvalho Fagundes, Universidade Federal da Bahia

Pedagoga, mestra e doutora em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professora Adjunta Aposentada da UFBA. Associada e delegada regional da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Membro da Comissão Editorial da Revista Brasileira de Sexualidade Humana (RBSH).

Downloads

Publicado

2018-11-07

Como Citar

Fagundes, T. C. P. C. (2018). EMPODERAMENTO FEMININO: UMA ABORDAGEM EDUCATIVA. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 28(2), 87–94. https://doi.org/10.35919/rbsh.v28i2.28

Edição

Seção

Opinativos e de Revisão