INTERFERÊNCIA DA SAÚDE BUCAL NA VIDA AFETIVA E SEXUAL DO IDOSO

Autores

  • Carlos Alberto Dias
  • Caroline Magalhães Alcântara
  • Lorena Cristina Salgado Dias
  • Suely Maria Rodrigues
  • Valquiria Gonçalves Pereira

DOI:

https://doi.org/10.35919/rbsh.v21i2.281

Palavras-chave:

Idoso, Saúde bucal, Relações afetivas, Relações sexuais

Resumo

O crescimento da população idosa nos últimos anos impulsiona a produção de estudos voltados para essa faixa etária. O presente estudo teve por objetivo investigar a interferência da condição de saúde bucal na vida afetiva e sexual de idosos residentes na cidade de Governador Valadares. Para tanto, utilizou-se uma abordagem quantitativa e qualitativa. Os dados foram coletados a partir de um exame clínico da cavidade bucal, auto-avaliação de saúde bucal e entrevista psicológica. A condição de saúde bucal dos idosos participantes é insatisfatória. Tal situação gera impactos negativos referentes à qualidade de vida desses longevos. A maior parte dos idosos entrevistados possui vida sexual ativa. Entretanto, em seus depoimentos revelaram que a baixa condição de saúde bucal na qual se encontram, vem interferindo diretamente em momentos de trocas de carinhos com seus parceiros, afetando assim uma vivência saudável da sexualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-18

Como Citar

Alberto Dias, C. ., Magalhães Alcântara, C. ., Cristina Salgado Dias, L. ., Maria Rodrigues, S. ., & Gonçalves Pereira, V. . (2020). INTERFERÊNCIA DA SAÚDE BUCAL NA VIDA AFETIVA E SEXUAL DO IDOSO. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 21(2). https://doi.org/10.35919/rbsh.v21i2.281

Edição

Seção

Trabalhos de Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)